segunda-feira, 30 de junho de 2008



Quedê Itamarajú?!

Cantarolei um verso que não saia da cabeça. Acabara de acordar e sentia ao longe um perfume que lembrava dia de chuva na cidadezinha pequena da Bahia que passei parte da infância.

Engraçado esse emaranhado de signos, cidades e estados dentros de mim. Estava na Mooca- bairro italiano de São Paulo e me senti por um instante em outra esfera do tempo, em outro estado, outra cidade que não deixa de ser um outro mundo.

Me vi em Itamarajú, cidadezinha que nunca mais retornei depois dos meus oito anos de idade.

Fiquei curioso. Que será daquela cidade pequena nos dias de hoje? Será que ainda os vastos campos em que o cacau era cultivado em massa ainda insistem em perfumar a paisagem?

Fuçando na net achei algumas coisas.

Itamaraju é um município brasileiro do estado da Bahia. Sua população estimada em 2004 era de 64.060 habitantes.

História
A atual cidade de Itamaraju nasceu de um povoado denominado Dois Irmãos, em louvor aos Santos padroeiros Cosme e Damião. Tinha uma pequena rua, tortuosa (atual 5 de outubro) e com não mais de 150 casas, inclusive barracos.

Origem do nome Sua estrutura etimológica é encontrada nos topônimos tupis - ITA = pedra (pedra do monte pescoço), MARA = mata (galhas de árvores que se debruçam nas margens do rio Jucuruçu) e JU, que é a primeira sílaba do nome do rio (Jucuruçu).

Economia
Itamaraju necessita de Industrias para injetar capital na cidade. Localizada às margens da BR-101, Itamaraju vive hoje de um passado onde o municipio cresceu e se desenvolveu sobre a "massa" do café e do cacau, este ultimo, o principal produto de crescimento das cidades do extremo sul da Bahia e que hoje está sofrendo com a praga da "vassoura de bruxa", uma doença que destruiu fazendas e familias.

Hino de Itamaraju
Paraíso de amor e beleza Junto às margens do Jucuruçú,És do Sul a formosa Princesa, Ó cidade de Itamaraju: Da Bahia heróica louçã,És poema de graça gentil, Terra Santa, feliz Canaã, Esperança do nosso Brasil.
Estribilho
Terra querida,Terra ideal, És nossa vida,Nosso fanal, Nós te queremos (Bis) Com todo fervor,Berço de amor Nossa terra Natal!
O penhor desta grande vitória Saberemos, unidos guardar, Entoando um hino de glória, De estrofes, de graça sem par Mostraremos que somos herdeiros De um passado de mil tradições Junto aos nossos irmãos brasileiros, Resplandece entre outras nações.
Letra do Professor: Geraldo Magela Cantalice

Nenhum comentário: